sexta-feira, 30 de março de 2012

O COMANDANTE DEVE AFUNDAR COM O NAVIO?

Existe uma piada antiga sobre um avião em pane, prestes a cair, que diz mais ou menos assim: "Senhores passageiros, aqui quem vos fala é o comandante. Se olharem pelas janelas verão que nossos motores pararam, mas não entrem em pânico, pois tudo está sobre controle. Alguns minutos depois um novo aviso:  senhores passageiros, se olharem  agora à esquerda da aeronave verão dois paraquedas brancos. Sou eu e o co-piloto. Desculpe-nos, o avião vai cair! Isto é uma gravação!"

Na vida real, fato semelhante aconteceu recentemente com aquele navio que encalhou e afundou no litoral da Itália onde o comandante da embarcação fugiu e deixou sua tripulação e os passageiros à mercê do destino e que acabou vitimando dezenas de pessoas.

E quando o comandante é um político? Já viram aqueles filmes americanos onde existe uma ameaça atômica e o bando de puxa-sacos escoltam o presidente americano para um bunker alguns andares abaixo da terra?  Salvem o presidente e o povo que se lasque!!!

Aqui na Ilha da Fantasia e do inverosímil isso também acontece. Hoje, fiquei sabendo pelo noticiário local que nosso prefeito, acometido de um problema gastro-intestinal pegou um avião e foi se tratar no Hospital Sírio-Libanês em São Paulo. Tal e qual acontece com nossa governadora.

Eu perguntei ao meu conselheiro Hot-Dog, o cão desconfiado aí do lado, o que ele acha disso tudo. Puta que los párius!!!!!! O governo estadual e o governo municipal vivem exibindo suas propagandas sobre construções e inaugurações de modernos hospitais com médicos altamente capacitados para atender a população e na hora que sentem uma dorzinha pulam pra fora da Ilha e vão se tratar em São Paulo. Assim não dá. Nem eles acreditam no que fazem. Depois ficam reclamando dos prefeitos do interior que recebem o dinheiro do SUS pra aplicar na saúde, acabam embolsando e ficam mandando seus pacientes em ambulâncias pra São Luís, sobrecarregando a rede pública. Que moral eles tem pra cobrar se eles mesmos dão mal exemplo?

Isso me faz lembrar de um velho jargão náutico que diz que quando o barco está afundando os ratos são os primeiros a fugir da embarcação.

Um comentário:

Priscila Gambarra .- disse...

Sobre os navios... eu acredito que o comandante ou capitão dever ser o último a deixar o navio, após conduzir o salvamento de todos. Após isso ele deixa o navio também, não precisa ficar lá! rs
O caso desse italiano foi uma vergonha, porque ele foi o culpado do naufrágio e fugiu sem prestar socorro. Em tese ele é a pessoa mais competente para retirar a todos e pedir ajuda, por isso deve ser o último a sair.